Time to fly

A vida é engraçada mesmo. Bem que poderia vir com manual de instruções. É que venho observado o comportamento de nós, garotas. Todas sofremos com primeiro amor e todo mundo sabe que sempre passa. Tem umas até que tiram a própria vida. E se tivessem um pouco de paciência iam ver quão desnecessário é tanto sofrimento. Depois de um certo tempo você se decepciona tanto com essa história de romances que cria uma armadura. E a partir daí acaba não apostando todas as suas fichas no próximo. Demorei vinte e um anos pra, finalmente, me dar conta de tudo isso. Somos como as borboletas. Se um humano, por exemplo, quiser ajuda-la tirando do casulo, ela vai ficar defeituosa. Do mesmo jeito acontece conosco. Precisamos passar pelas dores, lutar sozinhas, pra aprender com os próprios erros e lição. Todo mundo um dia vai ter o coração partido. Todos passamos por essa dor. Porque a vida é isso: Perdemos quem amamos, temos o coração quebrado, nos decepcionamos, e se não tivesse esses obstáculos nada teria graça. Ia ser fácil demais. Então seguimos iguais às novelas. Os mocinhos passam o tempo inteiro sendo impedidos de ficar juntos e o final a gente já sabe. O pior é que nada do que ninguém falar vai fazer passar essa dor. Na hora ficamos cegas, surdas, a vida perde totalmente o sentido. Às vezes a gente sofre pra reconhecer os momentos felizes e dar valor. Mas, a definição e "palavra chave", tudo o que eu quis dizer é: VAI PASSAR.

Sem comentários:

Enviar um comentário

copyright © . all rights reserved. designed by Color and Code

grid layout coding by helpblogger.com